Sexta-feira, 9 de Abril de 2010

Discursos Sobre a Cidade - 93 - Por Tupamaro

 

.

 

CONVERSAS COM ZEUS


-X-

“Reparaide”



 

Zeus telefonou-nos a lembrar-nos para não nos fazermos esquecido e cairmos na maldade de não lhe enviar um carolinho de Folar.

 

Malandreco! Pois até nos constou que tinha enviado Deméter, disfarçada de ceifeira alentejana, a Valpaços, no fim de semana último - o vento fizera-lhe chegar às Cancelas do seu Jardim um Post(al) «pirésico» com ilustração da XII Feira dos Sabores lá das “Encostas do Rabaçal”.


Sabendo da «queda» de Dioniso para as Trincadeiras, Zeus deixou que aquela jeitosa prima de Deméter, e que traz o Niso pelo beicinho, seguisse na comitiva, com a recomendação de não se esquecer de umas garrafitas de Touriga Tinto.

 

Assim avisado, dissemos a Zeus que teria sido bem melhor ter vindo à Feira de “Alguns Sabores e Nenhuns Saberes” de CHAVES!

 

-Estás louco ! - gritou-nos Zeus.

 

Se aí fosse, então é que ordenaria a Hefesto a feitura de um molho de raios para partir uns estuporzitos que continuam a não só consentir como a fomentar a degenerescência dessa bendita terra que os meus afilhados Vespasiano e Trajano enobreceram.


E se por aí continuam com tanta asneirada ainda acabarei por consentir que qualquer ajudante de Hefesto aí monte a sua forja.


E olha que com esse plano socretino das Barragens é o que acabará por acontecer.


Vê lá se convences esses «cromos» travestidos de edis normando-tameganos a ganhar juízo e a baterem o pé (ou apertar o papo) aos troca-tintas que governam desde Lisboa.


Até me sinto grego com tanta merdice que encharca o teu País.

 

-Eih! Zeus! Olha que essa «gaijada» é «fixe». Só quer o bem do «Nosso Povo» ao fazer pela sua própria vidinha!

 

Sabes bem que a água é o petróleo do futuro. Repara que um quartilho da de Vidago, de Caralhelhos ou das Pedras custa mais do que um litro de gasoil!

 

Assim, toca de fazer grandes armazéns para reservas de água estratégicas.

 

Qualquer dia faz-se um guerrazita no Grande Deserto Australiano ou na Mongólia e, zás! … lá vêm uns Baris de Ma$$a para…


-Bem m’ou finto! – atalhou Zeus.

 

(“Reparaide” como «o gaijo» está apanhar o «valdantês». Schiu!).


Perante as notícias do Blogue “CHAVES”, até é de estranhar não aparecer por ali um lalãozinho a declarar ter «pena, muita pena» por este dizer tão mal do (des)Governo; ou um qualquer «cialista» indignado , clamando que está sempre a ser contra o «p’ogresso» e o futuro.


Perante este plano de mais um mau trato à Região, a Vereação e a Assembleia Municipais fazem há-de conta que nem sabem do que se fala.


É a triste pobreza dessa Terra estar a ser guiada por bonifrates.


Indignam - nos Postais deste Blogue.


Mas as javardices, cretinices (e socratinices) decretadas desde o Terreiro do Paço a denegrir, a empobrecer a Normandia Tamegana não lhes causa o mínimo incómodo. Combinam muito bem com as basófias espúrias e os cúmplices silêncios da maioria de «esquerdalhos» e «direitalhos» que administram os interesses Normando-Tameganos e dos que com dores de qualquer «partidarite» se propõem ao mesmo, com atrevida incompetência e com descarada imposturice e hipocrisia.


Querem lá saber do solene compromisso assumido nas candidaturas, nas campanhas e nas tomadas de posse!


O silêncio dos edis, dos deputados municipais, dos núcleos político-partidários locais, municipais e distritais é bem revelador da insignificância patriótica (amor à sua Terra) das maiorias dessas trupes.


Fiteiros!


A coragem cívica e política guardam-na toda para lamber as botas a quem lhes cheirar poder atirar-lhes com um ossito.

 

- Zeus!!! – gritámos-lhe.

 

Se em vez de «sermonar» enfiasses esses marmanjos todos em séjanas de Fez!

 

Sabes…

(Como foi ele a «chamar» e a conta era ele quem a pagava, deixámo-lo interromper).

 

- Não falta muito para lhes facilitar um passeiozinho “à Panfílio”.


Pode ser que aprendam.


Mas, deixemo-nos destas coisas.


“Alembra-te”, mas é, de me remeteres, a tempo e horas, um FOLARZECO para em me consolar no próximo Domingo.


Já agora, arranja também um cabrito ( já «arranjado»!) daqueles que andam a pinchar ali pela Padrela …ou pelo Alvão!


E como já tens encomendas para te incomodar, despeço-me até breve.


- Tomei nota, Zeus. Mas vê lá se nos fazes chegar, ao menos, umas amêndoas de Moncorvo!

 

 

Tupamaro


publicado por Fer.Ribeiro às 00:17
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 55 seguidores

.pesquisar

 

.Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Discursos Sobre a Cidade ...

. Discursos Sobre a Cidade ...

. Discursos Sobre a Cidade ...

. Discursos Sobre a Cidade ...

. Discursos Sobre a Cidade ...

. Discursos Sobre a Cidade ...

. Discursos Sobre a Cidade ...

. Discursos Sobre a Cidade ...

. Discursos Sobre a Cidade ...

. Discursos Sobre a Cidade ...

.arquivos

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Dezembro 2006

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Solar da família Montalvã...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds